Dia Mundial da Saúde Bucal: população fala sobre a importância de tratamentos especializados

postado em: Notícias | 0

Residente do município de Malhador (SE), Maria Josivânia Alves, juntamente com o esposo, acompanha o primogênito, David Francisco, de 17 anos, para mais uma consulta no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) de São Cristóvão. Portador de necessidades especiais e paciente há quatro anos é lá que o filho recebe atendimento clínico geral. “David já fez obturação, limpeza, remoção de tártaro. Além disso, sempre temos orientações sobre o desenvolvimento dental, principalmente devido à condição dele. O atendimento é ótimo. Posso dizer que temos o acompanhamento necessário para que ele e meu filho mais novo preservem a saúde bucal”, conta Maria Josivânia.

No Dia Mundial da Saúde Budal, celebrado nesta quarta-feira, 20 de março, pacientes dos Centros de Especialidades Odontológicas estaduais – CEOs, administrados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), através da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), manifestam a importância dos tratamentos ofertados. Em Propriá, o paciente Jamisson Oliveira retribui os cuidados recebidos pela equipe do CEO como animador e palhaço, profissão que trabalha há aproximadamente 20 anos, que envolve animação, teatro, dança e circo. Ele também é orientador do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (programa do Ministério da Cidadania) e faz treinamento, cursos e oficinas voltados à área. No Centro, ele passou pelos tratamentos de endodontia e periodontia.

Foto: Míriam Donald

“Há um ano precisei fazer um canal com urgência. Fiquei sabendo que tinha um atendimento muito bom no CEO e fui encaminhado para o tratamento por meio da Atenção Básica. Fiquei com receio do atendimento, mas me encantei. É inexplicável o carinho que tenho pela equipe. Em especial por alguns profissionais que trabalham com o coração e que transmitem segurança do nosso tratamento. As pessoas lá são incríveis. Por ter criado esse vínculo, decidi que poderia contribuir levando mais alegria. Temos que abraçar essas oportunidades”, relata Jamisson.

Nem todos os procedimentos odontológicos são realizados na Atenção Básica, por isso os CEOs realizam suporte de tratamentos de média complexidade. De acordo com a dentista e gerente do CEO de Capela, Lorena Carvalho, o serviço é fundamental oara a população, pois promove saúde bucal de qualidade. “Identificamos que há uma carência de informações a respeito da saúde bucal, principalmente na área de educação e prevenção. É possível identificar que a cárie atinge boa parte da população, refletindo grandes listas para a realização de endodontias (canal) e exodontias, (extração) por exemplo”, diz.

Lorena acrescenta que “atuar no serviço público requer dedicação, pois tem que reconhecer os problemas e necessidades e, a partir desse contato, transmitir educação em saúde bucal. É uma tarefa que exige esforço, mas, para nossa satisfação, tem trazido bons resultados. Os usuários que vêm ao CEO e têm o tratamento concluído demonstram estar satisfeitos com o serviço em geral, que une atendimento e tratamento”.

Para a dentista e gerente do CEO de Laranjeiras, Beatriz Dória, a principal missão do CEO é garantir um serviço odontológico especializado dando suporte às demais unidades de saúde (PSF). Nesse sentido, a localização do CEO laranjeiras é estratégica, onde é possível atender até oito municípios da região. “É muito importante oferecer odontologia de excelência à população que muitas vezes não tem condições de acessar. A saúde bucal é extremamente importante e alertamos que essas pessoas busquem atendimento prévio, de forma que gere um resultado positivo. Considero o nosso trabalho desafiador por se tratar de atendimentos odontológicos complexos e que demandam materiais específicos. Além disso contamos com uma equipe de profissionais capacitados e muito empenhada, que busca fazer o melhor que o usuário precisa e merece”, declara.

Serviços

Nas sete unidades dos CEOs – localizadas em Boquim; Capela; Laranjeiras; N. Sra. da Glória; Propriá; São Cristóvão; e Tobias Barreto – há a garantia de exames complementares como radiografias periapicais, interproximais, oclusais, panorâmicas e exames anatomopatológicos para o corretor diagnóstico e tratamento da saúde bucal. “A necessidade de tratamento especializado será informada pelo cirurgião-dentista, responsável pelo encaminhamento à unidade especializada. O acesso dá-se através do guia de encaminhamento fornecido pela Atenção Primária, após avaliação e diagnóstico da necessidade de tratamento nas especialidades ofertadas”, explica Sthephany Barreto, coordenadora dos CEOs estaduais.

Os serviços ofertados nos CEOs envolvem as áreas de Periodontia, Endodontia, Cirurgia Bucomaxilofacial, Atendimento a pessoas com necessidades especiais e diagnóstico bucal com ênfase no diagnóstico do câncer de boca. Esse trabalho representa uma das frentes de atuação do ‘Brasil Sorridente’, programa federal de oferta do SUS (Sistema Único de Saúde) para os cidadãos. Em Sergipe, a escolha pelos centros regionalizados, geridos pela SES, por meio da Funesa, foi uma iniciativa do Estado para assegurar que os municípios que não possuem CEO municipal pudessem ter acesso a esses serviços.

As unidades dos CEOs também proporcionam atendimento de media complexidade em cirurgia oral. Além disso, contam também com a garantia de exames complementares como radiografias periapicais, interproximais, oclusais, panorâmicas e exames anatomopatológicos para o corretor diagnóstico e tratamento da saúde bucal. Se o paciente for diagnosticado com outras necessidades, a exemplo do câncer de boca ou tratamento de alta complexidade, são encaminhados para a rede hospitalar. Na rede hospitalar, os atendimentos odontológicos são realizados no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Hospital Regional de Itabaiana e Hospital Universitário (HU).

 

Assessoria