Municípios sergipanos participam de Tele-educação sobre o vírus Influenza

postado em: Notícias | 0
Foto: Míriam Donald

Para tratar sobre a vacinação contra o vírus causador da Gripe – Influenza A, H1N1 e H3N2 –, o Núcleo Telessaúde Sergipe, administrado pela Fundação Estadual de Saúde (Funesa), em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), realizou, nesta quinta-feira, 02, a webpalestra “Campanha Nacional de Vacinação contra os vírus causadores da Gripe – Influenza A, H1N1 e H3N2”, ministrada pela enfermeira sanitarista e gerente Estadual do Programa de Imunização, Sândala Teles. A ação de Tele-educação foi aberta a todos os municípios sergipanos e transmitida em tempo real para os profissionais de saúde da Atenção Primária.

Na oportunidade, trabalhadores de saúde que atuam no estado de Sergipe puderam esclarecer dúvidas sobre a campanha. Enfermeira em Itabaianinha, Valdeci Suzart enfatizou a importância de saber mais sobre a temática. “Já estamos realizando a vacinação aqui, por isso essa palestra foi significativa para esclarecermos dúvidas e informamos melhor a população. Também foi muito precisa, didática e a transmissão e a conexão estava ótima”.

Foto: Míriam Donald

A cobertura vacinal deve atingir os grupos prioritários, que envolve crianças da faixa etária entre 6 meses a menor de 6 anos; gestantes; profissionais da área de saúde; pacientes com comorbidade; índios; professores da rede pública e privada; parturientes com até 45 dias após o parto; população carcerária e funcionários de presídios. Ao discorrer sobre o tema, Sândala pontuou que “a meta de vacinação é de, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários, o que representa mais de 506 mil doses, e que Sergipe irá receber mais de 607 mil doses”.

Até o momento, a cobertura vacinal atingiu 21% da meta no Estado. “Sândala alertou para necessidade do envio dos boletins epidemiológicos para o monitoramento da campanha, já que muitos municípios ainda não informaram os dados à Gerência Estadual de Imunização, além dos agentes de saúde fazerem buscas das crianças ”, afirmou Eneida Ferreira, coordenadora do Núcleo Telessaúde Sergipe.

Foto: Míriam Donald

Eneida ressaltou, ainda, que a SES, Funesa e Telessaúde se somam na perspectiva de garantir uma ampla cobertura do grupo prioritário e cumprimento da meta vacinal definida com base em estudos epidemiológicos, de forma a garantir a redução do adoecimento e complicações causadas pelos vírus da gripe. “A ação de hoje foi bastante positiva, pois, além dar início ao cronograma das ofertas de Tele-educação para este ano, trouxe como destaque um tema em que os trabalhadores sentem muitas dúvidas, que uma vez sanadas, podem resultar um melhora do indicador de cobertura vacinal”.

Durante a webpalestra, o Telessaúde Sergipe reforçou que, caso os profissionais tenham mais dúvidas sobre este e/ou outros temas relacionados à Atenção Primária, é possível buscar os esclarecimentos através da realização de teleconsultorias e encaminhar ao Núcleo de Telessaúde para que os médicos e enfermeiros especialistas possam auxiliar com informações técnicas, baseadas em evidencia científica.

Tele-Educação

Tele-Educação é uma atividade educacional realizada à distância por meio de tecnologias de informação e comunicação, como meio para apoiar a formação de trabalhadores do SUS, de acordo com a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. São planejadas e ministradas por especialistas da área, sendo a webpalestra uma das modalidades de tele-educação.

O objetivo é contribuir para a melhoria dos processos de trabalho e atualização dos profissionais das equipes de saúde, além de ser uma ferramenta potente para redução das barreiras geográficas, qualificando os profissionais de saúde sem afastá-los de suas atividades diárias no território.

 

Assessoria Funesa