Funesa firma parceria com a UFS para testagem do novo coronavírus em trabalhadores

postado em: Notícias | 0

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a Fundação Estadual de Saúde (Funesa), por meio da Diretoria Executiva, e a Universidade Federal de Sergipe (UFS) firmaram, nesta segunda-feira, 20, um termo de cooperação técnica a fim de realizar testes rápidos dos trabalhadores da Fundação, para o diagnóstico do novo coronavírus. Através de parcerias com o Estado, Municípios e empresas dos diversos seguimentos econômicos, a UFS realiza o serviço de testagem com objetivo de construir uma rede ampla de dados, de modo a auxiliar gestores na elaboração de estratégias de mitigação da pandemia, conforme as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com o Boletim Epidemiológico COE COVID-19 nº 12 (19 de abril de 2020), o Ministério da Saúde recomenda que, com maior oferta de testes, os estados e municípios testem profissionais de saúde e segurança pública em atividade, categorias profissionais especialmente expostas ao risco de contágio e de transmissão em magnitude pelo contato com grande número de pessoas. Representando a UFS, o diretor e professor Marcelo Alves Mendes, afirma que “a parceria contribui para o inquérito epidemiológico da covid-19, o mapeamento das pessoas infectadas e a tomada de decisões no âmbito administrativo da instituição”.

Enquanto instituição pública que presta serviços de saúde ao SUS Sergipe e na defesa de um ambiente de trabalho sadio e seguro, a Fundação segue o princípio da prevenção à saúde, a presença de fatores de risco no espaço laboral. Para a diretora geral da Funesa, Lavínia Aragão, a inciativa é fundamental.“Estamos muito satisfeitos com mais essa parceria estabelecida, uma vez que podemos viabilizar os testes dos nossos trabalhadores, principalmente aqueles que atuam nos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), geridos pela Fundação. Dessa forma, demostramos compromisso e cuidado com os nossos trabalhadores, com os usuários e com o serviço prestado à população sergipana”, destacou.

 

Atualizado: